Publicado por: TDM | 18 de maio de 2016

Santa Helena

18 de maio de 1980. A montanha explodiu.

Não foi sem aviso. O Monte Santa Helena (2.549m), um vulcão na verdade, já havia anunciado que não estava “bem”. Com a explosão a montanha perdeu ~400 metros e matou 57 pessoas.

O acesso ao cume, atualmente, é feito pela trilha do monitor (Monitor Ridge), na face Sul da montanha, com seu início próximo a cidade de Cougar (Washington, EUA) e só pode ser realizada com permissão.

Nossa empreitada foi longa, mais de 10 horas em um terreno árduo, cheio de blocos e fuligem vulcânica. Mas é impressionante chegar no cume de um vulcão que explodiu e parte da borda da cratera não existe mais. Cuidado! Se o chão tremer, corra…

Veja um vídeo com a sequencia das explosões de 1980: National Geographic (em inglês).

Mais informações em: Washington Trails Association e USGS: Volcano Hazards Program.

Algumas imagens.

Equipamento para monitorar a montanha, na trilha do monitor. TDM, 2015.

 

 

 

 

 

 

 

 

Helens (73)

Parte da cratera que explodiu no cume do santa Helena. Ao longe o Monte Rainier, outro vulcão. TDM, 2015.

 

 

 

 

 

 

 

Ativo. Um novo domo se forma no interior da cratera. TDM, 2015.

 

 

 

 

 

 

 

 

Parte do cone que resistiu a explosão. TDM, 2015.

 

 

 

 

 

 

 

Helens (67)

No cume. BCV, 2015.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: