Publicado por: TDM | 27 de junho de 2014

Rio do Nunes

O Rio do Nunes despenca das testas da Serra do Mar e, rapidamente, chega ao seu sopé. Aí, barrado pela planície litorânea, corre vagaroso até se avolumar no Rio Cacatú. Juntos enchem a porção ocidental da Baía de Antonina*.

Os remos foram molhados no recanto Rio do Nunes, na estrada do Bairro Alto. Deste ponto apenas duas pequenas corredeiras deixam as águas rasas. Em diante a vegetação ora de mata, ora de várzea, passa a dar lugar ao mangue. A navegação circula pela Ilha do Lessa, da Olaria, do Guará, do Corisco, e por fim, contornando a Ilha do Duro, chega-se ao Portinho, ao norte da cidade de Antonina.

Com a maré baixa, os bancos de areia são parada obrigatória para descansar os braços.

Rio do Nunes

Rio do Nunes, junto a Serra do Mar (Antonina/PR). Bianca C. Vieira, 2014.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rio do Nunes

Remando na planície do Nunes. TDM, 2014.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rio do Nunes

Banco de areia na Ilha da Olaria (Antonina/PR). TDM, 2014.

 

 

Rio do Nunes

Detalhe no mapa das ilhas ao longo do percurso. Fonte: ITCG, 2002.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

* A Baía de Antonina, bem como a das Laranjeiras e dos Pinheiros, integram a Baía de Paranaguá, no litoral norte do estado do Paraná.

Anúncios

Responses

  1. Descer o rio…emocionante!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: